A Mesma Moeda

Reinaldo Cordeiro

Tom: E
E E7                A      B7          E 
Lá nos confins do sertão a verdade apareceu 
 E                  B7                   E 
Isabel olhou para João e um suspiro ela deu 
F#                            B7 
Com os olhos cheio d’água, contou o que aconteceu 
               A                        E       B7          E 
Maria tá de barriga e logo vai dar a vida ao primeiro neto seu 

E E7         A            B7                E 
João ficou furioso,  seu sangue ferveu na veia 
E                    B7                        E 
Passou a mão na espingarda no chicote e na correia 
F#                  B7 
Vou buscar esse malandro arrastado pela oreia  
                A                    E 
Com tanta velocidade ele chegou na cidade  
E         B7           E 
Dentro de uma hora e meia 

E E7        A              B7              E 
Foi entrando no boteco num lugar desconhecido 
E               B7                      E 
Bem ao lado do balcão lá estava o atrevido 
F#                   B7 
Disse assim para o sujeito eu vim te buscar bandido 
                   A                      E     B7                E 
Minha família tem brio Maria só vai ter filho depois que tiver marido 
  
E7                A           B7           E 
Do outro lado do balcão o vendeiro respondeu 
 E             B7                    E 
A vinte anos atrás esse golpe você deu  
F#              B7 
O  safado era você  O pai da moça era eu 
                   A                     E       B7          E 
Cheio de conversa fina engravidou minha menina depois desapareceu 

E E7               A           B7         E 
Criei meu neto sonzinho sem precisar de você 
E                 B7                  E 
 Minha filha se casou e feliz pode viver 
F#                B7 
Contratei este rapaz só para te ver sofrer 
 B7            A                  E          B7           E 
Se vira agora João, pois esta situação te entrego com prazer 

E E7            A           B7            E 
João de cabeça baixa foi voltando pro sertão   
E                          B7       E 
Indignado com a sorte e com a situação  
F#                  B7 
Pagando a mesma moeda o que fez com gozação 
                  A                        E 
João sempre foi malandro pegava pomba do Bando  
E    B7        E 
Mas caiu no alçapão 

Compartilhe esta música: novo

QR Code
Copiar