Suíte do Trem

Pena Branca e Xavantinho

Tom: F
Intro.: F Bb F C7 F F Bb F C7 F 
 
 
F 
E lá vai o trem 
 
Cruzando serras 
                   Bb 
E planícies das Gerais 
 
Queimando lenha 
          F 
Soltando brasa 
         C7 
E o maquinista diz 
 
Que é muito feliz 
                    F 
Mas quem vai neste trem 
 
Tem quase nada e 
                Bb 
Não pode nem sonhar 
 
Mas vai levando 
            F 
Buscando a sorte 
       C7 
A vida toda procurando 
          F 
Se encontrar 
 
F Bb F C7 F F Bb F C7 F 
              
            F 
E lá vai o trem 
 
Vai para o norte 
                  Bb 
Procedente das Gerais 
 
Nesta manobra 
           F 
Que faz o trem 
          C7 
E ninguém sabe 
 
Quando isso vai parar 
                   F 
Mas quem vai neste trem 
 
Tem quase nada e 
               Bb 
Não pode nem sonhar 
 
Mas vai levando 
              F 
Buscando a sorte 
       C7 
A vida toda 
                    F 
Procurando se encontrar 
 
 
 
2º vagão: Maria Louca 
 
 
F Bb F C7 F F Bb F C7 F 
 
F 
Lá se vai a louca 
                          Bb 
Deslizando nos trilhos de aço 
                           C7 
Sobe a serra vencendo o cansaço 
                         F    C7 
Seu apito é um grito de dor 
        F 
Maria fumaça 
                        Bb 
Eu queria contar sua história 
                       C7 
Seu passado de luta e glória 
                      F 
Que o tempo consigo levou 
 
               C7 
No meio das campinas 
        F 
Maria Fumaça 
              C7 
Tocando o seu sino 
           F           C7 F C7 
Orgulhosa passa (bis) 
 
F 
Lenha na caldeira 
                             Bb 
E o maquinista saudando a paisagem 
                         C7 
Telegrafista mandando mensagem 
 
Mais um apito 
              F   C7 
Mais uma estação 
          F 
Fazendo barulho 
                    Bb 
Lá se foi a Maria Fumaça 
 
Levou consigo 
              C7 
a alegria da praça 
                         F 
e para trás deixou a solidão 
 
                C7 
No meio das campinas 
        F 
Maria Fumaça 
              C7 
Tocando o seu sino 
          F 
Orgulhosa passa (bis) 
 
 
 
3º vagão: Zé Granfino 
 
 
F C7 F C7 F C7 
 
F 
De terninho branco 
 
Gravata vermelha 
 
Na plataforma 
          C7 
Espera o trem 
 
Na curva da linha 
 
Maria aparece 
 
Ele sobe e desce 
           F 
ele vai e vem 
 
Tira o pó da bota 
 
conserta a palheta 
 
onde está a retreta 
           Bb 
lá da estação 
 
carregando a mala 
             F 
confere o bilhete 
                C7 
depois vai-se embora 
            F    Bb F C7 F 
acenando a mão 
 
Ele é o Zé Granfino 
 
de terno engomado 
 
sapato engraxado 
            C7 
lá de Santa Fé 
 
Este lembra a dona 
 
Maria Fumaça 
 
Esconde a tristeza 
           F 
No velho boné 
 
Já muito distante 
           F7 
Na sua viagem 
 
Longe da paisagem 
         Bb 
Do interior 
 
Ele tem saudade 
         F 
da Maria Rita 
          C7 
cabocla bonita 
              F 
seu primeiro amor 
            C7 
Já foi maquinista 
             F 
Na velha Conquista 
           C7 
Hoje aposentado 
              F 
Não trabalha mais 
           C7 
Foi telegrafista 
              F 
Nos tempos de moço 
          C7 
Puxando minério 
             F     Bb F C7 F 
Nas Minas Gerais 

Compartilhe esta música: novo

QR Code
Copiar