Tribunal do Amor

Chrystian e Ralf

Tom: A
A 
Sei que sou um preso, preso em liberdade 
A 
Confesso não sou um covarde 
A                       E 
Sempre fiz meu papel de homem 
E 
Não matei e nem roubei 
E 
Só sei que estou condenado 
E 
Eu pretendo ser julgado 
D       E          A     A7 
Pelo tribunal do amor 
    D                      A 
Sou eu, sou eu que vivo sofrendo 
A                         E 
De paixão estou quase morrendo 
                               A   A7 
Quem viveu comigo não me deu valor 
    D                      A 
Sou eu, sou eu que vivo sofrendo 
A                           E 
De despeito estou quase morrendo 
                            A 
Por eu ser um condenado do amor 
 
Solo: (D A E A) x 2 
A 
Sei que sou um preso, preso em liberdade 
A 
Confesso não sou um covarde 
A                       E 
Sempre fiz meu papel de homem 
E 
Não matei e nem roubei 
E 
Só sei que estou condenado 
E 
Eu pretendo ser julgado 
D        E         A     A7 
Pelo tribunal do amor 
    D                      A 
Sou eu, sou eu que vivo sofrendo 
A                         E 
De paixão estou quase morrendo 
                                A   A7 
Quem viveu comigo não me deu valor 
    D                       A 
Sou eu, sou eu que vivo sofrendo 
A                           E 
De despeito estou quase morrendo 
                            A 
Por eu ser um condenado do amor 
 
 

Compartilhe esta música: novo

QR Code
Copiar