Parceiros de Campo

Joca Martins

Tom: A
Intro: A Bm7 E7 A 
 
                                                   Bm7 
Um boi se desgarra da tropa que estende e vira a cabeça direito ao capão 
             D                   E7               A         E7       A 
Convido o cavalo que pronto me atende e sai arrancando o capim e torrão 
                                                     Bm7 
Assim corto o rastro do boi que se apura e o laço certeiro me voa da mão 
              D                  E7                A         E7       A   Dm/F 
Se aninha nas aspas, a cincha segura e o flete conhece o serviço do peão 
 
            A               Bm7 
(É doce de boca domado a preceito 
                E7                 A   Dm/F 
Do andar das crianças e até do patrão 
                A                 Bm7         Bis 
É manso e tranqüilo mas sempre de jeito 
              C  E7              A 
Se acaso lhe toca correr boi gavião) 
Int. 
                                               Bm7 
Então desencilho o crioulo gateado que chega faceiro por ver o galpão 
            D              E7              A         E7         A 
Enfim resfolega de lombo suado a lida comprida e as rédeas no chão 
                                                   Bm7 
É o pingo crioulo que segue na estrada bandeira do pago, fiel tradição 
            D                E7                A           E7       A   Dm/F 
Heráldico flete que pelas manadas resiste tal fosse um gaudério brasão 
 
             A                  Bm7 
São esses cavalos que a ida nos leva 
             E7               A   Dm/F 
Heróis esquecidos nessa evolução 
              A                  Bm7         Bis 
Parceiros de campo que o tempo maleva 
              C    E7           A 
Reponta em silêncio além do rincão 
( )Int. 

Compartilhe esta música: novo

QR Code
Copiar