Preto Damião

Skank

Tom: D#
 
Intro:  D#    C# 
       de de re ron... 
   D#           C# 
Ele chegou na ribeira   
Chegou ligadão 
Ele sorriu e beijou 
Dez vezes o chão 
   D#           C# 
Ele chegou sexta-feira 
Guitarra e wah wah 
Ah, ele sorriu e rezou 
Só pra começar 
       D#          C# 
Preto aprendeu na marra 
Nas farra de Santana 
Teve visão pra aprender  
De um jeito que eu não sei(2x) 
          D# 
Parecia um caso de ficção 
Jimmy Hendrix no morro era o Preto Damião 
Jonhy be good com legenda, uma lenda, é 
Tudo que os meninos sonham mas não podem ser 
Fazendo som, fazendo o bem, fazendo mais muito mais 
Do que eles do que tu e do que eu 
Inda dançava como um cão dando pulo pelo chão 
Parecia um discípulo de Orfeu 
          D# 
Ele tocava din gui don e qui don mei baião 
Com macumba e piscava pra você 
Ganhava a vida em Corumbá, Morro de PIlão e Maranhão 
E Lousiana e Manhattan no verão 
Só pra poder, só pra poder forjar a lâmina do som 
Passear a alma no campo da solidão 
E ver o dedo finalmente aprender 
A melodia que ninguém sabe fazer 
  D#         C# 
Ele chegou na ribeira...... 
      D# 
Tudo começa na barriga da miséria 
Escravo da Nigéria, trisavô de Damião 
Chegou no tráfico do inglês, ou talvez holandês 
Pra servir o senhorio português 
Só pra dizer, só pra dizer que DAmião aprendeu 
Nesse rio submerso da esperança 
Se entrega, negão, eu não me entrego, não 
Vou buscar no mundo o que é meu 
 
 
_______________________________________________________ 
Contribuição: Lud Oliveira([email protected]) 

Compartilhe esta música: novo

QR Code
Copiar