Canção Noturna

Skank

Tom: A#m
Capotraste na 1ª casa
		 
Intro 4x: Am  G 

Solo I: 

1ª parte: 

E|---------------------------------------------------| 
B|---------------------------------------------------| 
G|-6h8-8-8-8-8--6-6h8-8-8-8-8--6h8-6-5---------------| 
D|---------------------------------------------------| 
A|---------------------------------------------------| 
E|---------------------------------------------------| 


2ª parte: 


E|---------------------------------------------------| 
B|---------------------------------------------------| 
G|-6h8-8-8-8-8--6h8-8-8-8-8-8--8b10r8-6\5------------| 
D|---------------------------------------------------| 
A|---------------------------------------------------| 
E|---------------------------------------------------| 


3ª parte: 


E|------8-----------------4--------------------------| 
B|--------------------------1h2-1--------------------| 
G|-8b10---6-6/8\6-6-6b8r6----------------------------| 
D|---------------------------------------------------| 
A|---------------------------------------------------| 
E|---------------------------------------------------| 
Primeira parte: Am Misterioso luar de fronteira Derramando no espinhaço quase um mar G Clareando a aduana Am Venezuela donde estás C G Não sei por que nessas esquinas vejo o seu olhar Am Minha camisa estampada com o rosto de Elvis G Am A minha guitarra é minha razão Minha sorte anunciada misteriosamente G A lua sobre nada Refrão: Am C G Não sei por que nessas esquinas vejo o seu olhar Am C G Não sei por que nessas esquinas vejo o seu olhar Dm C Espalhe por aí boatos de que eu ficarei aqui Dm C Espalhe por aí boatos de que eu ficarei aqui Base Solo II: Am G
Solo II: 

  Am              G 
E|---1-1-----------------------------------| 
B|-2-----4-4/6-6~----1-1-1-1-1h2-1---------| 
G|-3---------------1---------------1-------| 
D|-3---------------1-----------------------| 
A|-1---------------3-----------------------| 
E|-----------------4-----------------------| 
Segunda parte: Am Vem mamacita doida e meiga G Sempre o âmago dos fatos Am Minha guerra e as flores do cactos G Poema, cinema, trincheira Am C G Não sei por que nessas esquinas vejo o seu olhar Am G Um cego na fronteira, filósofo da zona Am Me disse que era um dervixe G Eu disse pra ele camarada Am G Eu acredito em tanta coisa que não vale nada Am C G Não sei por que nessas esquinas vejo o seu olhar Am C G Não sei por que nessas esquinas vejo o seu olhar Dm C Espalhe por aí boatos de que eu ficarei aqui Dm C Espalhe por aí boatos de que eu ficarei aqui Base Solo III: Am G Am G F7M G
Solo III: 

1ª parte: 

  Am                 G 
E|----1-1----------------------------------| 
B|-2------4-4/6-6-6~----1-1-1-1-1h2-1------| 
G|-3------------------1---------------1----| 
D|-3------------------1--------------------| 
A|-1------------------3--------------------| 
E|--------------------4--------------------| 


2ª parte: 


E|----1-1----------------------------------| 
B|-2------4-4/6-6-6~----1-1-1-1-1h2-1------| 
G|-3------------------1---------------1----| 
D|-3------------------1--------------------| 
A|-1------------------3--------------------| 
E|--------------------4--------------------| 


3ª parte: 


E|---1-----4-----1-----1-----1-----------------------| 
B|-----2-----2-----2-----2-----2---------------------| 
G|-3-----3-----3-----3-----3-----3-3/5---------------| 
D|---------------------------------------------------| 
A|---------------------------------------------------| 
E|---------------------------------------------------| 


4ª parte: 


E|-1-----1-----1-----1-----1-------------------------| 
B|---4-----4-----4-----4-----4-----------------------| 
G|-----5-----5-----5-----5-----5---------------------| 
D|---------------------------------------------------| 
A|---------------------------------------------------| 
E|---------------------------------------------------| 
Refrão Final: Am C G Não sei por que nessas esquinas vejo o seu olhar Am C G Não sei por que nessas esquinas vejo o seu olhar Velejando, viajando, sol quarando Am C Meu querer, meu dever, meu devir G E eu aqui a comer poeira Que o sol deixará Am C G Não sei por que nessas esquinas vejo o seu olhar Am C G Não sei por que nessas esquinas vejo o seu olhar Final: Am C G Am C G Am C G

Compartilhe esta música: novo

QR Code
Copiar