Tô Na Lona

Serguei

Tom: A
          A 
Tô na lona sem trocado, 
              D                               A 
tô mais duro que cimento armado. 
                A 
E o meu salário é porcaria, 
             D                                      A 
não dá nem pra um pirulito por dia. 
                E 
A minha cama é a rua 
       D                         A              E 
e o meu abajour é a lua. 

                   A 
Devo ao padeiro a metade 
             D                   A 
do que devo ao eletricista. 
          A 
E o triplo desta soma 
           D                                     A 
o açougueiro já tem, na minha lista. 
             E 
E o imposto de renda, 
          D                           A                 E 
só aceita pagamento à vista. 

                        A 
Trinta e dois filhos, já tenho 
          D                                       A 
e prole grande assim ninguém tem. 
            A                               D 
Desconfio que nesta grande obra 
                               A 
tá me ajudando alguém. 
                   E 
Estive um ano de cana 
             D                          A             E 
e o trigésimo terceiro já vem. 

                    A 
Tenho uma boa saúde 
              D                               A 
não contando umas bobagenzinhas. 
              A 
Como asma, erisipelas e 
                D                  A 
um desviozinho na espinha. 
                     E 
Não como carne há um mês, 
              D                          A            E 
de vitaminas tenho escassez 
(solo) 
                 A 
Pois é meu companheiro 
           D                           A 
Sem saúde e sem ter dinheiro 
                   A 
Com mais filhos 
                          D                           A 
Que os fios do bigode de D. Pedro I 
              E 
Ainda canto meus problemas 
               D                          A 
Não há duvida, eu sou brasileiro 

Compartilhe esta música: novo

QR Code
Copiar