Narguilé

Pedro Lucca

Tom: A
A 
Teus olhos que são o meu remédio de tarja preta 
           Bm 
Sem prescrição 
                E 
Para o meu coração 
Que um dia 
               A 
Foi tão perspicaz 

                D 
Me diz como se faz  
Pra perceber 
        E 
Que de tão bem te querer 
            A 
Tão mal me faz 


D Andando tao sórdido Com minha barba por fazer F#m Insano e sórdido F#m7 Vivo ao vento e a mercê Bm De tantos loucos Que aos poucos E Vão mudando a minha cara D Inda sou plácido F#m Mas não dou pra essas pessoas que me roubam Revirando a minha paz Bm Me deixa à toa E se mande pr'outros ares E De outros cantos
D F#m Pra se perceber Que não era você Bm A minha mandala Minha yoga Meu incenso E Nem a droga No meu Narguilé D F#m Você foi pior Bm Você foi meu pó Minha pedra Minha bala, O meu sucesso em queda E D Foi minha dose letal F#m Minha amarga existência Minha abstinência Bm Mas hoje de fato Eu sou sensato E Nas virtudes que me levam

Compartilhe esta música: novo

QR Code
Copiar