Arrotando Grama Boiadeira

Mano Lima

Tom: C
C G7 C G7 C F G7 C 

'Me criei campo afora saltando de madrugada 
comengo mogango com leite e a carne gorda mal assada 
e abrindo meu peito forte nos dia de gineteada' 

                     G7                     C 
Fui parido numa mangueira de pura pedra sentada 
                     G7                  C 
Minha mãe quando me teve fico inté assustada 
                  G7                    C 
Não sabia se era gente ou cuiudo pra manada 
Int. 
              G7                   C 
José Rotilho Lima se chamava meu avô 
                    G7                        C 
Ele dizia este meu neto é quem vai doma essas éguas 
                       G7                         C 
É indiático novo e disposto e pra loco não falta nada 
                G7                       C 
É pegado no lombilho, só apeia pra tomar água 
Int. 
                G7                          C 
Quando era rapazote a recém soltando os curnio 
                      G7                           C 
Meu pai me disse meu filho abandona um pouco o lombilho 
                      G7                     C 
Já falei com a professora pra ela te redemoniá 
                        G7                        C 
Nem que seja assinar o nome bem bom tu não vai ficar 
Int. 
                  G7                      C 
No outro dia bem cedo, as quatro da madrugada 
                      G7                            C 
O fiambre já estava pronto, uma cabeça de ovelha assada 
                        G7                   C 
E eu larguei frouxo nas aula no meio da gurizada 
Int. 
                G7                       C 
Dona Iza professora que me ensinou o abecê 
                   G7                        C 
Quando foi dali um ano pra meu pai eu fui dizer 
                    G7                        C 
Na aula eu não vou mais volto pra estância domar 
                             G7                  C 
Porque as letras eu já aprendi só me falta acuierá     Bis 


Compartilhe esta música: novo

QR Code
Copiar