Coração De Gaiteiro

Luiz Carlos Borges

Tom: A
A E7 A F#m7 E D A E7 A F#m7 E7 A 

Me despedi sem palavras da missioneira paisagem 
Nas barras da madrugada em que abandonei meus demais 
O coração de gaiteiro já tinha alçado viagem 
A tempo andava na estrada e agora eu ia de atrás 
A velha São Luiz Gonzaga ficou na luz das retinas 
Quando eu entrei na Argentina de balsa por São Tomé 
E um 'rendarme' me perguntou o que levava? 
A alma atada na gaita e a vida num chamamé! 

   A                         G#              A    E7 
Guri que nasce gaiteiro não manda no seu destino 
    A                     C#m7(b5)   F#7    C#º  Bm7 
Vem ao mundo peregrino dos sonhos do pago inteiro 
     D                      A 
E se ele for mensageiro do pampa que nos iguala 
 F                      Bm7               E7 
Sua canção quando fala, fala por todo campeiro 

   A                     G#              A    E7 
O coração de gaiteiro aprende tudo de ouvido 
    A                    C#m7(b5)  F#7    C#º  Bm7 
Por isso canta sentido, a sina do peão campeiro 
      D                        A 
Se a fome muda um posteiro um verso tras a novilha 
     E7                                      A  Bm  A/C# 
E a gaita se desencilha no causo de um caborteiro 

                        E7                      A 
(Deixa que queime, queimando deixa que bata, batendo 
         C#m7 Cm7  Bm7              E7        A 
Se o coração tá querendo me manda e eu tô cantando 
                    E7             C#7       F#m 
Por culpa desta cordeona que me dá vida e me mata 
         Em7   A7 D           E7        A 
Já tá na capa da gaita o coração do gaiteiro) 
Int. 
    A                         G#             A    E7 
Um pago sem um gaiteiro é um mato sem passsarada 
   A                  C#m7(b5) F#7        C#º  Bm7 
É noite sem madrugada é rancho sem um candieiro 
    D                     A 
Por isso todo gaiteiro reponta sua existência 
   F                       Bm7                  E7 
Levando a voz da querência como se fosse um tropeiro 

    A                         G#            A    E7 
Às vezes fico pensando que o coração de gaiteiro 
     A                     C#m7(b5) F#7 C#º  Bm7 
Por nunca ter paradeiro vai acabar me matando 
   D                        A 
Então eu sigo teimando pra ver quem cansa primeiro 
     E7                                    A  Bm  A/C# 
Mas coração de gaiteiro morre batendo e tocando 

Compartilhe esta música: novo

QR Code
Copiar