Terra Treme

Juliano Guerra

Tom: Bm
Intro: Bm  Bm/F#  Em  F#7 
        Bm  Bm/F#  Em  C#m7(5b)  F#7 

         Bm         F#7       Bm F#7 
A terra treme em constante agonia 
                Bm     F#7         Bm F#7 
Buscando a alforria da praga de estar 
        Em         F#7  Bm 
Contaminada dessa gente tanta 
Bm/E               Em 
Praga dessa gente tonta 
        F#7     Bm Bm/F# 
Que só faz contar 
           G         F#7       Bm 
Tremor de terra é um fio de cabelo 
   Bm/F#         Em     F#7      Bm  F#7 
Retrato do desespero em tudo que há 
               Bm           F#7   Bm 
Pra quem quis crer no conto da Palavra 
   F#7          Bm           F#7  Bm   Bm/F# 
A Palavra fez a farra e foi tripudiar 
      Em           F#7      Bm 
Da inocência dessa gente crente 
   Bm/F#            Em 
Em ciência, santo, gente 
      F#7     Bm   Bm/F# 
Ou no deusdará 
         G             F#7    Bm 
Só há o Acaso antes de ter um nome 
     Bm/F#          Em 
O resto a morte consome 
          F#7      Bm   F#7 
E o sonho vai mostrar 
           Bm           F#7     Bm 
Que o cara que esperava um novo dia 
        F#7             Bm 
Quando a tal da estrela guia 
   F#7     Bm   Bm/F# 
Venceria o mal 
         Em      F#7    Bm 
Regra primeira seria alegria 
   Bm/F#      Em            F#7  Bm 
Meio ano de folia, outro de carnaval 
                      G           F#7     Bm 
Mas esse tal pegou gravata como eu pego febre 
     Bm/F#           Em 
Foi vender gato por lebre 
     F#7      Bm   Bm/F# 
E ostentar crachá 
          Em         F#7      Bm 
Eu fico aqui com meu facão de tédio 
    Bm/F#             Em 
Que é sempre um bom remédio 
  F#7        Bm   F#7 
Se o dia chegar 
        Bm         F#7          Bm 
A gente treme, treme feito vara verde 
       F#7           Bm 
Uns de fome e uns de sede 
          F#7   Bm   Bm/F# 
Outros de mal estar 
           Em       F#7         Bm 
Uns questionando as razões e os seres 
      Bm/F#          Em 
Outros cheios de afazeres 
     F#7    Bm  Bm/F# 
Todos a berrar 
          G         F#7      Bm 
Berram as vacas indo ao matadouro 
   Bm/F#          Em        F#7    Bm    Bm/F# 
Em sinal de mau agouro ou a profetizar 
       G       F#7      Bm 
Será a faca esse abraço terno 
      Bm/F#         Em       F#7    Bm   Bm/F# 
Que anseiam homem e vaca para descansar? 
       G       F#7         Bm 
Será a cova esse conforto eterno 
Bm/F#             Em         F#7     Bm   Bm/F# 
Que rebatiza quem mata e que nos salvará? 
       G       F#7      Bm 
Será a faca esse abraço terno 
      Bm/F#         Em       F#7    Bm   Bm/F# 
Que anseiam homem e vaca para descansar? 

Final: Bm  Bm/F#  Em  F#7 
        Bm  Bm/F#  Em  C#m7(5b)  F#7 

Compartilhe esta música: novo

QR Code
Copiar