Minha Querencia

Joca Martins

Tom: A
Intro: A7 D A E7 A 

A 
de manhã muito cedinho, quando o sol devagarinho 
                                             E7 
vem rasgando a escuridão 
E7 
ouço a voz da peonada, no galpão arrinconada 
                                    A 
em roda de chimarrão 
A 
da cacimba vem chegando, a velha pipa e derramando 
                                     E7 
gotas d'água pelo chão 
E7 
vacas mansas na mangueira e ciscando, muy faceira 
                                  A  A7 
no terreiro a criação 

	A7                                D                                             A  
	meu rio grande do sul, meu lindo pago, meu chão 
	A                                           E7                                   A 
	minha querência eu te trago, na forma do coração 

A  
gineteando a cavalhada, cruza o campo a gauchada 
                                            E7 
pra o rodeio e a marcação 
E7 
e o quero-quero alvissareiro, que lhes avista primeiro 
                                   A 
grita a sua saudação 
A 
quando eu vejo a minha serra e a beleza desta terra 
                                             E7 
nos meus olhos o debucho 
E7 
prezo a deus em minha crença 
                                                                                  A  A7 
por esta ventura imensa de ter nascido gaúcho. 

refrão... 

Compartilhe esta música: novo

QR Code
Copiar