João Facão

André Teixeira

Tom: Em
Intro: B7  Em  B7  Em  B7  Em 

João Facão palmeia o cabo 
                      B7 
D'um Tramontina três listas 

Que até parece um pincel 
                   Em 
Sob o manejo do artista 
                    Am 
Reboleando com destreza 
                    Em 
Num jogo, troca de mão 
                    B7 
E, d'um jeito debochado 
                     Em 
Arrasta a ponta no chão 
                    B7 
E, d'um jeito debochado 
                      Em 
Arrasta a ponta no chão 

                       B7 
João Facão, gato do mato 
                          Em 
Não pisca e nem erra o pulo 
                        B7 
Tampouco, tenteia a sorte 
                      Em 
Com tava feita pra culo 
                          B7 
Mas, quando Deus se distrai 
                          Em 
Brinca c'o as coisas do diabo 
   D        C    Am 
E no miolo do rodeio 
   B7                 Em 
Escarva igual touro brabo 

                      Am 
João Facão destapa a cara 
                      Em 
Tombando o chapéu na nuca 
                         D 
Pra enxergar o mundo na volta 
                   G  
E aonde senta a mutuca 
                  B7 
Pisa leviano no chão 
                   Em 
Espera o golpe do outro 
      D         C     Am 
Qual tirasse o corpo fora 

    B7            Em 
Do manotaço d'um potro 
                      Am 
João Facão destapa a cara 
                      Em 
Tombando o chapéu na nuca 
                         D 
Pra enxergar o mundo na volta 
                   G  
E aonde senta a mutuca 
                  B7 
Pisa leviano no chão 
                   Em 
Espera o golpe do outro 
      D         C     Am 
Qual tirasse o corpo fora 
    B7            Em 
Do manotaço d'um potro 
      D         C     Am 
Qual tirasse o corpo fora 
    B7            Em 
Do manotaço d'um potro 

(  B7  Em  B7  Em  B7  Em  C#m(b5)  Em ) 

Na redondeza, é falado 
                        B7 
Tem fama em toda a fronteira 

Por bochinchear nas bailantas 
                   Em 
E comércios de carreira 
                    Am 
João Facão boleia a anca 
                        Em 
E escora o que vem por cima 
                  B7 
Rebate ferro com ferro 
                    Em 
Com maestria na esgrima 
                  B7 
Rebate ferro com ferro 
                    Em 
Com maestria na esgrima 

                           B7 
João Facão, quando atropela 
                        Em 
Dita as regras do namoro 
                        B7 
As deva', é de quina viva 
                           Em 
As brincas, larga de estouro 
                       B7 
Porém, sabe que a coragem 
                      Em 
Por fraqueza, se anuncia 
      D         C   Am 
Se o medo for traiçoeiro 
     B7             Em 
E a força for covardia 

                        Am 
João facão, história antiga 
                      Em 
Por justiça ou diversão 
                       D 
Peleava c'o a própria vida 
                      G  (frase 1) 
No fundo de algum rincão 
                         B7 
Viveu no tempo em que o homem 
                     Em 
Sem fibra, não era aceito 
   D        C        Am 
E mais que ser peleador 
    B7          Em 
Morria pelo respeito 
                        Am 
João facão, história antiga 
                      Em 
Por justiça ou diversão 
                       D 
Peleava c'o a própria vida 
                      G  (frase 1) 
No fundo de algum rincão 
                         B7 
Viveu no tempo em que o homem 
                     Em 
Sem fibra, não era aceito 
   D        C        Am 
E mais que ser peleador 
    B7          Em 
Morria pelo respeito 
   D        C        Am 
E mais que ser peleador 
    B7          Em    B7  Em 
Morria pelo respeito 

E|-------------------| 
B|-------------------| 
G|--0----------------| 
D|----4-2-0----------| 
A|----------3-2-0----| 
E|----------------3--|

Compartilhe esta música: novo

QR Code
Copiar